4 de setembro de 2014

Resenha: Perdida

Título: Perdida
Autora: Carina Rissi
Páginas:362
Editora: Verus
Avaliação: 

Quando comprei o livro ouvi muitos elogios sobre o romance de Carina Rissi, e o livro é tudo que me disseram e um pouco mais. Ele chegou furando fila e depois que comecei a ler o romance não quis largar mais. Sofia uma jovem moderna e muito conectada as tecnologias perde o celular ao deixá-lo cair na privada e quando compra um novo ela é transportada para o século XIX, lá é conhece o jovem Ian Clarke que a abriga em sua casa e tenta ajudá-la a descobrir um jeito de como retornar para casa. 

Foi uma história que eu entrei de cabeça, assim como a desajeitada Sofia em meio aos costumes e modo de vestir do século XIX. A autora conseguiu criar uma personagem encantadora, estabanada, que consegue descobrir mil maneiras de deixar Ian Clarke embaraçado. A combinação do jeito fora de época de Sofia e o charme do Lorde Ian me fizeram devorar a história em dois dias. 

A história é narrada através do ponto de vista da protagonista e possui uma riqueza de detalhes sobre as vestimentas, os costumes da época que se estende até o vocabulário e modo de falar, unidos a uma pitada de fantasia e um amor pelos romances de Jane Austen são a combinação perfeita para o romance. 

Enquanto Sofia busca as respostas para retornar ao seu tempo ela tem que chamar o minimo de atenção e se comportar como as pessoas da época, mas o seu jeito descolado atrapalha um pouco e rende algumas cenas engraçadas e um pouco de constrangimento para Ian, desde a primeira vez que eles se encontraram. Ao longo da sua jornada ela recebe mensagens da sua "mentora" falando as conquistas feitas, mas a garota tem dificuldade em perceber quais são as verdadeiras conquistas que esta fazendo. Conforme os dias vão passando Sofia e Ian ficam cada vez mais próximos e este sempre a trata com respeito e cortesia, ele é encantador.

Durante o tempo que Sofia passa com a família Clarke o jovem Ian faz de tudo para que ela se sinta a vontade e compra vestidos adequados a moda da época, se diverte com as gírias dela e com o tênis vermelho. A proximidade entre os dois é instantânea e quanto mais tempo passam juntos vão descobrindo sobre o outro, apesar que Sofia guarda o segredo de ter nascido 200 anos a frente, em meio a proximidade Sofia conquista um amigo e seu cavalo mais indomável: Tempestade! Um cavalo preto e indomável, mas com Sofia ele é diferente, existe uma ligação entre os dois, que não vou explicar aqui para evitar spoilers. Contudo a participação desse personagem foi estratégica e muito bem planejada, adorei ver como o animal se desenvolveu na história e como o relacionamento dele foi mudando, entretanto tem certas coisas que sempre permanecerão do mesmo jeito.

A história desse casal foi traçada no berço, o único problema é que por um erro de calculo Sofia nasceu 200 anos depois, e ao ser transportada para 1830 ela conhece Ian e depois desse tempo com ele sua vida nunca mais será a mesma. A história é narrada de modo irresistível, me senti dentro da atmosfera do livro, e amei acompanhar a trajetória de Sofia com uma família tão adorável, Ian, sua irmã Elisa e no final acabei gostando de Teodora, uma amiga da família que de inicio me deixou intrigada quanto suas intenções. Porém a narrativa não tem só momentos felizes, eles enfrentam desafios, dúvidas e num determinado momento eu me encontrei desesperada pelo caminhar dos fatos, parei para respirar antes de prosseguir algumas vezes, o suspense estava me matando de curiosidade.

Perdida é uma história apaixonante com um ritmo intenso, que vai fazer você devorar até a última página. 

Essa frase esta na contra capa do livro e resume exatamente como eu me senti em relação ao livro. Eu recomendo a leitura você vai se apaixonar pela história. 
Posts relacionados



Comente via Facebook

2 comentários:

  1. Ian <3 O amor da minha vida também está em outro século,não é possível kkkk

    ResponderExcluir